A 4º Revolução Industrial

 

Quarta revolução industrial: convergência de tecnologias digitais, físicas, biológicas e inteligência artificial” Nem bem acabamos de vivenciar a 3ª revolução e já se fala na 4ª. A velocidade dos tempos atuais é impressionante e a perspectiva é que a velocidade das mudanças continue acelerada.

A Quarta Revolução Industrial tem como grande impacto mudanças nos sistemas de produção e consumo, amplo uso de inteligência artificial, e o desenvolvimento de energias verdes. Uma economia com forte presença de tecnologias digitais, mobilidade e conectividade entre pessoas.  

Numa rápida retrospectiva, a primeira revolução industrial aconteceu no século 18 com as máquinas a vapor na Inglaterra. A segunda foi o emprego da energia elétrica na produção de massa, a terceira a chegada da informática nas relações comerciais do século passado, e a atual é considerada aperfeiçoamento da terceira revolução por sua natureza hiperconectada em tempo real proporcionada pelo uso da internet.

A quarta revolução industrial será fruto da convergência de tecnologias digitais, físicas e biológicas promovendo sistemas ciberfisicos capazes de tomar decisões e de cooperar com humanos.

As empresas vivem o desafio do “darwinismo tecnológico”, onde quem não se adaptar, não sobreviverá.  E esse processo está acontecendo em alta velocidade aos olhos da história. E, segundo os entusiastas da quarta revolução, o efeito poderá ser mais impactante do aquele que foi gerado pela terceira revolução.  QUEM VIVER VERÁ, dizem.

Fonte: BBC

Post Author: Priscila Germosgeschi

Formada no curso de Letras na UFMT. Professora na rede particular desde 2001. Professora de Redação em Curso Pré Vestibular na cidade de Cuiabá (MT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *