Todos os direitos autorais e de imagem reservados ao link abaixo:


CINCO GREVES QUE MARCARAM A HISTÓRIA NO BRASIL

O Brasil está em greve. O país parou para protestar contra a reforma trabalhista proposta pelo governo de Michel Temer e, desde as primeiras horas desta sexta-feira (28), estradas, terminais de ônibus, metrôs e estações de trem estão fechadas por manifestantes.

17554359_1907686729502344_2298419016103211164_n

Tais movimentos não são inéditos, mas menos comuns do que se imagina. A última vez que o Brasil esteve em greve em todos os setores foi em 1996. Antes disso, apenas outras quatro vezes. Relembre abaixo:

12 de dezembro de 1986 

1986

A greve foi liderada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) junto da Central Geral dos Trabalhadores (CGT) contra o pagamento da dívida externa e o famoso Plano Cruzado do governo Sarney. Foram 25 milhões de trabalhadores participando.

20 de agosto de 1987 

1987

No ano seguinte, o governo Sarney enfrentou mais uma greve também organizada por CUT e CGT. Os trabalhadores se voltaram contra o Plano Bresser, que buscava controlar a inflação com congelamento de preços e salários.

14 e 15 de março de 1989 

1989

A greve de 89 foi a maior de todos os tempos no Brasil. Mais uma vez contra Sarney, a CUT e outras centrais sindicais mobilizaram 35 milhões de trabalhadores, parando o país. A inflação de 1.700% no acumulado de 12 meses foi a grande vilã. Além disso, tinha o Plano Verão, que modificava o rendimento da caderneta de poupança e congelava os preços e salários.

22 e 23 de maio de 1991 

1991

O governo de Fernando Collor enfrentou uma greve geral em 1991, com 48 horas de duração e 19,5 milhões de envolvidos. As reivindicações pediam reposição das perdas salariais, defesa dos serviços públicos e fim do aumento abusivo nos preços dos aluguéis e prestações da casa própria.

21 de junho de 1996

1996

Fonte: http://www.virgula.com.br/geek/cinco-greves-gerais-historicas-que-marcaram-o-brasil-no-passado/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.