Vacinação infantil

 

Crianças Menores de Dois Anos Devem ser Vacinadas Contra “Hepatite A”

Campanha é destinada para crianças com um ano de idade ou até 1 ano 11 meses e 29 dias

publicado em 28/08/2014 às 09:05

Vacina contra Hepatite A será destinada para crianças menores de dois anos

Apartir da próxima segunda-feira, 1º de setembro, a Secretaria de Saúde de Catanduva vai iniciar a Campanha Nacional Contra a Hepatite A, direcionada para crianças menores de dois anos. A campanha tem como meta vacinar 95% do público alvo. 
Com a implantação da nova vacina, o calendário básico de vacinação dos postos de saúde passa para 14ª imunização contra doenças de notificação compulsória. De acordo com a Secretaria, no último balanço realizado em julho, cerca de 1325 crianças do município se enquadram na faixa etária para receber a vacina. 
O Ministério da Saúde anunciou no mês passado a inclusão da dose, marcando o Dia Mundial de Luta contra Hepatites Virais, celebrado em 28 de julho. De acordo com o MS, no estado de São Paulo há 616.594 crianças para ser vacinadas e já haviam disponibilizado 251.100 doses às unidades de saúde. 
Segundo o Governo, a aplicação da nova vacina ao calendário tem o objetivo de prevenir e controlar a hepatite A e, dessa forma, imunizar gradativamente toda a população. Em nota, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, apontou que a vacina contra hepatite A passa a ser uma importante ferramenta de prevenção da doença. “A vacina tomada na infância gera proteção para a vida inteira e evita casos graves e óbitos causados pela doença”, explicou o secretário. 
2ª Dose Contra HPV
Ainda na segunda-feira, a Secretaria de Saúde de Catanduva vai dar início a Campanha de Vacinação para a 2ª dose contra o HPV, para prevenir o câncer do colo do útero. 
A campanha deste ano é direcionada para meninas que já tomaram a 1ª dose em 2013. De acordo com a Secretaria, em 2013 a campanha conseguiu imunizar com a 1ª dose da vacina 82,08% do público alvo, sendo vacinadas 1.855 meninas, com idade de 11 a 13 anos. 
“Todas as meninas que já foram imunizadas, agora precisam tomar a segunda dose. Em seguida, em quatro anos, as mesmas precisam tomar a terceira e última dose da vacina”, reforçam.  
A vacinação estará disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nas escolas, onde foram administradas a 1ª dose. “É fundamental que todas as meninas que já tomaram a 1ª dose recebam a 2ª. É uma medida de saúde pública para a redução da mortalidade do câncer do colo do útero no país”, explica o setor. 
HPV
A vacina de prevenção contra o câncer de colo de útero é quadrivalente, imunizando contra os vírus HPV 6, 11, 16 e 18. Estudos verificaram que, nesta faixa etária, a vacina quadrivalente induz melhor resposta quando comparada em adultos jovens, e que meninas vacinadas sem contato prévio com HPV, têm maiores chances de proteção contra lesões que podem provocar o câncer uterino.
 
Por: Patrícia Santosvacina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *