PAREDES QUE GRITAM

Doze artistas de lugares diferentes da cidade de São Paulo falam sobre trabalho, arte urbana, censura, política, entre outros assuntos que englobam a arte do graffiti.

Direção e roteiro: Joice Temple e Juliana Amorim

Produção Executiva: Juliana Amorim e Renan Vasconcelos

Direção de Fotografia: Raphael Borges

Direção de Som: Renan Vasconcelos Produção: Joice Temple

Assistente de fotografia: Hugo Marques

Edição e finalização: Cauê Bravim Artes gráficas: Omar Sanchez

Trilha sonora: Alberto Villafañez, 2SetSax e Yzalú

Trilhas cedidas: Baboom “São Paulo. Tão imensa, tão problemática, tão intensa, tão criativa.

 

Atualmente, a cidade é considerada a capital mundial do graffiti e abriga um grande número de artistas. O documentário Paredes que gritam surge para apresentar grafiteiros que utilizam a arte para passar mensagens, transgredir, protestar. Pixos gritam. Lambes gritam. Estêncils gritam. Graffitis gritam. Lançam opiniões em cada canto da cidade. E mesmo na correria do dia a dia, conseguem provocar reflexão e cumprir um papel social importante para a metrópole.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *