OPIOIDES: Em Ohio, policiais buscam dependentes para oferecer tratamento


OPIOIDES: Em Ohio, policiais buscam dependentes para oferecer tratamento

O subxerife Steve Singleton desce da viatura, coloca o chapéu e bate à porta de um apartamento térreo colado a um bar no condado de Clermont, em Ohio. É uma tarde de fevereiro de 2020, antes da pandemia do novo coronavírus. Faz 0°C e chove, mas o homem que atende, alto, loiro e corpulento, sai para falar com ele sem camisa. Singleton não põe a mão na arma que traz na cintura; não revista nem anuncia a prisão do homem; nem mesmo entra na casa. Com voz calma, apresenta-se e pergunta se Kristy Mudd e Bryan Taylor, que estão na viatura, podem vir falar com ele. O homem, que aparenta 20 e poucos anos, havia sido preso com metanfetamina dias antes; pagara fiança e aguardava a sentença em liberdade. Kristy e Bryan são ex-dependentes que integram o programa de aconselhamento por pares do condado, no qual exercem uma função que mistura a figura do padrinho de programas como Narcóticos Anônimos com a de assistente social. Pararam de usar drogas há seis anos e meio e oito anos, respectivamente, e hoje são pagos pelo governo local para acompanhar pessoas que buscam tratamento contra a dependência química.

Fonte: https://youtu.be/A5djwO7HbAU


Categorias:

Política | Drogas | Saúde Mental | Saúde | Medicina |