MUROS DA MEMÓRIA DE KOBRA

O RECONHECIMENTO MUNDIAL DA ARTE URBANA NACIONAL PARTE 1/3: OS MUROS DA MEMÓRIA POR KOBRA

Por vezes a arte urbana é vista com maus olhos, por conta do seu caráter popular. Pode até ser que no Brasil os melhores grafiteiros tenham começado como pichadores, mas cabe ressaltar que o traço do grafiteiro brasileiro é considerado um dos melhores do mundo e seus talentos devem ser conhecidos e divulgados. A ideia é três textos para apresentar 3 grafiteiros de diferentes estilos e mundialmente conhecidos e aclamados…

Grafite é uma manifestação popular com teor crítico, que nasceu na rabeira do movimento de contra cultura em meados dos anos 70. O termo vem do italiano graffito (plural graffite) e significa “escrita feita com carvão”, terminologia usada para denominar marcas na parede desde o império Romano…

A técnica consiste em escrever ou desenhar no meio de espaços públicos com intenção de despertar o pensamento crítico sobre determinado assunto ou tema.Contam relatos que um grupo de jovens estudantes decidiu riscar as paredes de alguns bairros da cidade de Nova York, deixando uma marca própria que tinha uma vertente de protesto, dando origem a esse movimento. Aos poucos o Grafite ganhou força e passou a ser reconhecido como arte urbana.

No Brasil o Grafite também teve início na década de 70, no coração urbano do país, a cidade de São Paulo, chegando aqui como uma arte transgressora “ a linguagem da rua, da marginalidade, que não pede licença e que grita nas paredes da cidade os incômodos de uma geração.” afirmam pesquisadores da área.

A técnica se espalhou rapidamente pelo país e tomando rumos próprios, por discordar de algumas formas apresentadas em outros países, o traço brasileiro foi ganhando intervenções até chegar no que conhecemos hoje, sendo reconhecido como um dos traços mais famosos no mundo.

Muitos nomes tem feito a diferença e contribuído para que o grafite nacional brilhe em outros países e 3 deles serão aqui destacados, por terem um trabalhos bem marcado, serem diferentes entre si e facilmente reconhecidos. São eles: Kobra, Crânio e Nunca.

Vale ressaltar que em sua origem o grafite é uma expressão anônima, a intenção era questionar e não revelar aquele que questiona. Seus autores passaram a ser reconhecidos quando o Grafite ganhou status de técnica artística e não somente um ato de violação do espaço público. Nesse momento ele sai das ruas, reafirma a identidade trazida em seus traços, e passa a habitar também as galerias de artes.

Os muros da Memória por Kobra

Kobra1.jpg

Nascido em 1976 na periferia de São Paulo, Eduardo Kobra não fazia ideia que uma história que começou de maneira errada pudesse terminar tão certa.

kobra 2.jpeg

Com 11 anos (1987) apesar de desenhar, começou a pichar, Kobra relata em um vídeo postado em sua página oficial que não sabia que podia utilizar os muros como grandes telas, e que ao conhecer o movimento hip hop e grafite, fez essa descoberta, aprimorando suas técnicas e criando um dos seus projetos mais conhecido: Muros da Memória.

kobra 3.jpg

A essência do projeto é a junção de paixões, ele traz a personalidade de Kobra, a paixão por história, fotos e fatos antigos e todos esses elementos foram utilizados para recriar momentos, de uma forma própria e inconfundível, com suas cores vibrantes e seu aspecto dimensional conquistando o mundo.

kobra 4.jpg

De acordo com Kobra, “O Objetivo é buscar transformar a paisagem urbana através da arte e resgatar a memória da cidade”, no caso de São Paulo. Ele apresenta obras “ricas em traço, luz e sombra. O resultado é uma série de murais tridimensionais que permitem ao público interagir com a obra e com a cidade ao mesmo tempo.

kobra 5.jpg

kobra 6.jpeg

kobra 7.jpg

Com o passar dos anos e o desenvolver de murais em outros países, o reconhecimento chegou para Kobra, que hoje conta até com uma equipe de artistas para realizar seus projetos. Kobra além de ser citado como um dos melhores grafiteiros do Brasil tem obras no Museu de Street Art, com os melhores grafiteiros de todo o mundo.

Einstein-1024x1001.jpg

Para conhecer mais do projeto e do artista é só acessar a página http://eduardokobra.com/, lá também encontra-se vídeos que apresentam o portfólio do artista e que contam a história do projeto como um todo.

Todos os direitos reservados a Eduardo Kobra

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO SITE Fontes:
http://www.infoescola.com/artes/a-arte-do-grafite/
http://www.quebrandogalho.com.br/os-10-melhores-grafiteiros-do-mundo/
http://www.essaseoutras.xpg.com.br/tudo-sobre-grafite-historia-desenhos-girias-manifestacao-artistica/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *